Antonio Miranda, Brasil, 1940

antonio-mirandaEn este dossier hacemos un recorrido por las diversas facetas del Miranda poeta, dramaturgo, bibliotecario, viajero, traductor, cibernauta. Conocemos de primera mano parte de su obra poética y algunos escritos de críticos y amigos que nos acercan a su trayectoria literaria.

 

 

 

 

Publicado por

Mexking

Freelance webdesigner-webmaster

6 comentarios en “Antonio Miranda, Brasil, 1940”

  1. Antonio Miranda es un ser humano múltiple en su arte y en su humanidad.
    Es generoso e irradia luz.
    Es un placer Haberlo conocido y compartido la mesa con él en mi casa.

    desde graciela abrazo poeta argentina

  2. Desde sempre, o múltiplo Antônio Miranda merece toda a distinção, quer por sua obra cultural-literária, quer pela sua postura, quer pelo trabalho de divulgação que realiza.

  3. Grande Antonio Miranda, vitalidade em todos os sentidos, sempre disposto a uma boa conversa poética, sempre garimpando novos livros. Poeta intenso, completo, raro! Parabéns pelo exemplo de vida. Grande abraço amigo!

  4. Antônio Miranda é um dos vultos mais atuantes na literatura brasileira, especialmente na poesia, produzindo e divulgando, estreitando as relações entre os escritores de todo o país e transpondo fronteiras. É um escritor integra, um ativista cultural incansável e merece nosso respeito e nosso carinho. Orgulha-nos vê-lo presente no Brasile no exterior, especialmente em toda a América Latina.

  5. Conheço Antonio Miranda de longa data e traduzi o poemário “Tu país está feliz”, bem como uma série de obras avulsas dele, para o russo… Grande poeta e promotor cultural, cujos versos surpreendem com sua ecumênica universalidade e sua discreta, como que recatada, beleza. Digno representante das letras brasileiras e, no contexto geral da literatura latino-americana, aluno e sucessor de Ruben Darío. Não é por acaso que suas obras vêm conquistando espaço pelo continente afora!

  6. Li alguns dos livros do professor Antonio Miranda. Sou sua admiradora não só pelo que escreve, mas por sua postura e irreverência diante daquilo que não concorda Recentemente fui premiada pelo autor com o livro “Tu País está Feliz” e fiquei me perguntando porque no Brasil ainda não tivemos a oportunidade de vê-lo transformado em espetáculo poético musical ou peça de teatro. Acho que nós, brasileiros, estamos perdendo a oportunidade de assistir a essa pérola fabulosa.

Los comentarios están cerrados.